Pesquisar este blog

Muita luz e bençãos à todos.

NÃO CONSUMA ERVAS E ALIMENTOS SEM ORIENTAÇÃO DE UM PROFISSIONAL.

Gostaria de pedir que caso algum autor não queira que seu texto seja postado aqui, por favor, é só comunicar e será retirado imediatamente.
Como a principal fonte é, muitas vezes, a Internet, meio de informação pública, muita coisa é publicada sem informações de Copyright, fonte, autor etc.. Caso algum texto postado ou imagem não tenha sua devida informação ou indicação, será escrito autoria desconhecida. Caso souberem, por favor, deixe um comentário indicando o ou no texto, ou caso reconheçam algum conteúdo protegido pelas leis de direitos autorais, por favor, avisar para que se possa retirá-lo do blog ou dar-lhe os devidos créditos. Se forem utilizar qualquer texto postado aqui, por favor, deem os devidos créditos aos autores dos textos. Obrigada!

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Ora-Pro-Nóbis

Nome científico

Pereskia grandifolia Haworth

Família

Cactaceae

Sinonímia popular

Jumbeba, rosa-madeira, groselha-da-américa, groselha-dos-bar-bados, groselheira-das-antilhas.

Parte usada

Folhas frescas e secas, frutos.

Propriedades terapêuticas

Emoliente, expectorante.

Princípios ativos

Proteínas, vitamina A, magnésio, fósforo, cobre.

Indicações terapêuticas

Anemia (desnutrição).

1. Informações Complementares

a) Outra espécie conhecida como ora-pro-nobis

* Pereskia aculeata Mill

b) Sinônimos científicos

Cactus grandifolius Link; Rhodocactus grandifolius (Haw.) Kunth; Cac-tus rosa Vell

c) Outros nomes comuns

Cactos-rosa; Quiabento.

d) Origem

Brasil.

e) Características

Espécie arbustiva ou arbórea, de 3 a 6 m de altura. Muito ramificada, com ramos cilíndricos, espinhosos, de até 4 cm de diâmetro. Folhas simples, oblongas ou estreitamente obovadas, com ápice obtuso, base atenuada, curtamente pecioladas, bordos ondulados, peninérveas, com nervuras proeminentes, de até 10 cm de comprimento, verde-escuras. Flores róseas, dispostas em pequenas cimeiras, com aproximadamente 9 flores.

Fruto baga, glabras, obovoide com ápice invaginado e base aguda, verde e amarelo. Sementes numerosas, de coloração marrom escuras a pretas e brilhantes.

f) Observações ecológicas e ocorrências

Ocorre no Nordeste do Brasil, na mata ou restinga.

g) Usos populares

Medicinalmente suas folhas são usadas no tratamento contra o colesterol, e as folhas novas, maceradas com azeite são usadas no tratamento de furúnculos. São comestíveis em forma de salada ou em cozidos. Planta ornamental, apreciada por suas flores róseas. É usada, também, como cerca viva.

* Flor: outubro a dezembro.

* Fruto: janeiro a maio

h) Descrição

Arbusto trepador ramificado de até 3m de altura e totalmente armado de acúleos, que vegeta em diversos pontos do nosso território, especialmente nas restingas.

Cada uma de suas suculentas folhas é munida de dois pequenos espinhos. As flores, de cor brancacenta, dispõem-se em panículas terminais. Os frutos consistem em pequenas bagas amarelas, angulosas e de sabor insípido. Prefere solo rico em matéria orgância.

i) Propagação

Por sementes, mudas e enraizamento de estacas.

clip_image001[4]

2. Indicação, preparo e posologia

Planta utilizada como cerca viva. Na medicina é utilizada para tratar tumores e outros tipos de inflamações cutâneas, anti-sifilíticas. Na desnutrição utilizar as folhas frescas ou secas no feijão, no preparo de saladas, refogados, na sopa e sucos.

fonte das fotos: (1) tecnicoemagropecuaria.blogspot.com;

- * -

Nome científico

Pereskia aculeata Mill

Família

Cactácea

Parte usada

Folhas

Princípios ativos

Proteínas, vitaminas A, B e C, cálcio, fósforo, ferro.

1. Informações Complementares

a) Outra espécie também conhecida como ora-pro-nóbis:

* Pereskia grandifolia Haworth

 

clip_image001[8]

* Nomes em outros países

Ramo de novia (Cuba)

Guamacho (Venezuela)

Ora-pro-nobis (Brasil)

Bugambillia blanca (Chiapas México)

b) Origem

Nativa da região que vem desde a Flórida até o Brasil.

c) Descrição

Trata-se de uma trepadeira que apresenta folhas suculentas e comestíveis, cuja forma lembra a ponta de uma lança. Por apresentar ramos repletos de espinhos e crescimento vigoroso, a planta pode ser usada com sucesso como uma cerca-viva intransponível.

Do ponto de vista ornamental, o "ora-pro-nóbis" apresenta uma florada generosa que ocorre entre os meses de janeiro a abril, produzindo um espetáculo surpreendente. A floração, embora exuberante, é efêmera, pois dura apenas um dia. Uma outra característica interessante é que suas flores são muito perfumadas e melíferas, tornando o seu cultivo indicado também aos apicultores.

Após a floração, o "ora-pro-nóbis" produz frutos em forma de pequenas bagas amarelas e redondas, entre os meses de junho e julho. E aí vem um ponto importante a ser observado: nem todas as variedades desta planta são comestíveis; apenas a que tem flores brancas, com miolo alaranjado e folhas pequenas.

As folhas do ora-pro-nóbis, desidratadas, contém 25,4% de proteína; vitaminas A, B e C; minerais como cálcio, fósforo e ferro. É uma planta que merece atenção especial por seu alto valor nutritivo e facilidade de cultivo, inclusive doméstico.

Por apresentarem fácil digestão, as folhas da planta podem ser usadas de diversas formas. Uma boa alternativa é triturá-las com água no liquidificador e juntar à massa do pão, acrescentando ao alimento mais nutrientes e uma atraente cor verde. O mesmo pode ser feito com a massa de macarrão. As folhas podem também enriquecer saladas, refogados, sopas, omeletes, tortas ou mesmo dar mais riqueza ao nosso velho arroz-com-feijão.

O cultivo mecanizado e o processamento industrial do ora-pro-nóbis poderiam representar uma revolução nos recursos alimentícios da humanidade. No entanto, essa planta é pouco conhecida. Ela poderia integrar planos de governo na recuperação de áreas degradadas e no combate à fome, mas os políticos são cegos para o que o povo precisa. Assim, enquanto o ora-pro-nóbis não desperta interesse no plano governamental, o cultivo doméstico pode representar o primeiro passo para a abertura de uma nova alternativa para as regiões áridas.

Os estudos para o desenvolvimento genético dessa planta poderia trazer grandes benefícios, mas enquanto isso não acontece, o ora-pro-nóbis pode ser cultivado em jardins e quintais, onde suas propriedades nutricionais e ornamentais têm a oportunidade de ser exploradas.

2. Culinária

PÃO VERDE

clip_image002

Ingredientes:

- 50g de fermento para pão em tablete

- ½ copo de água morna

- ½ copo de água fria

- 2 colheres (sopa) de margarina

- 2 ovos inteiros

- 1 colher (sopa) rasa de açúcar

- 1 colher (sobremesa) de sal

- 500g de farinha de trigo (pode ir um pouco mais ou me-nos, dependendo do

ponto da massa)

- 100g de folhas de ora-pro-nóbis

Modo de fazer:

Dissolver o fermento juntamente com açúcar na água morna. Misturar em seguida os ovos, a margarina e o sal. Reserve. Colocar as folhas de ora-pro-nóbis no liquidificador e bater com a água fria. Juntar aos ingredientes reservados, adicionando a farinha até que a massa comece a soltar das mãos.

Sovar bem e deixar descansar até que dobre de volume. Dividir a massa em dois pães e colocar novamente para crescer. Levar para assar em forno já aquecido.

fonte da foto: (3) plantarecultivar.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário